quinta-feira, maio 27, 2010

Procurando um norte

Ando meio assim sem rumo. Meio sem inspiração ou talvez com inspirações demais.

Estava meio perdida e resolvi ler o que escrevi aqui nesse meu cantinho tão negligenciado. Quanta surpresa. Não é que eu até que escrevo mais ou menos? ;-)

Revi algumas coisas que me ainda me incomodam. Outras que deixei para trás.

Lembrei o porquê de gostar tanto daqui. Lembrei que sempre posso me re-descobrir através dessas palavras jogadas ao vento, mas que permanecem tão vivas dentro de mim.

Pensei que esse canto aqui não precisa ser o mais bonito, nem o mais visitado, muito menos o mais invejado. Precisa sim, ser verdadeiro. Conter as minhas impressões dessa vida tão infima que vivemos. Precisa ser honesto comigo e com os meus sentimento.

E precisa continuar me avisando: você poderá, se você realmente quiser!

See ya,

4 comentários:

Carlinha disse...

Acho que já encontrastes o norte que procuravas!!! :)

Beijokas

Pil disse...

Carlinha, tomara que sim! ;-)
Obrigada,

bjocas

Atelier Caseiro disse...

Só hoje vi este post!!!
Vc sabe o que quer, não sabe? Falta só a ação. Conta comigo amiga.
Beijocas!

Teté disse...

é verdade, basta ser verdadeiro. Já viu o filme (grego) Temperos da Vida? não sei se foi por ele que vc batizou seu blog, mas se não viu, vale a pena!