quinta-feira, dezembro 20, 2007

Merry Christmas and Happy New Year!

Segue para todos um video que eu mesmo fiz.

video

sexta-feira, dezembro 14, 2007

Strange ways...

Faz tempo que quero postar, mas não consigo. E dessa vez a falta de tempo não tem culpa nenhuma.

Falta inspiração. Falta coragem. Falta sair dessa inércia que se tornou minha vida. Quero mudar. Falta um ação externa (interna??) que me tire desse estado.

Sonhos e frustrações se misturam. Vejo o mundo que desejo, sem grandes possibilidades de chegar lá. O porquê nem eu mesmo sei.

Terapia seria a solução?

Reclamar da vida seria, no mínimo, uma tremenda injustiça. Tenho saúde, tenho amor. Tenho cultura. Tenho teto e comida. Tenho trabalho, mesmo que não seja o dos meus sonhos.

Então o que me faz infeliz?

Talvez seja o que faz infeliz a maioria das pessoas modernas. Somos bombardeados diariamente com coisas, situações e possibilidades inúmeras que acabamos nos perdendo nessa mar de informação. Quando se tem pouco ou quase nada para escolher, a dúvida desapareçe. É essa inquietude de querer ser tudo e ter tudo e absorver tudo que nos transforma em prisioneiros de desejos e sonhos. Pelo menos para mim é assim.

*****************
As vezes acho que a internet está me deixando um pouco louca. Vejo pessoas tão felizes e tão realizadas que penso que a única inútil e incompetente sou eu. Não. Não sou tão tola. Conheço o poder da mídia. De todas elas. Mas mesmo assim não consigo fugir e ver que obviamente nem tudo é perfeito para os outros.

*****************
Quero ser livre. Só que a única coisa que me prende é minha própria mente. Fiz uma aula experimental de yoga e o professor falou sobre a poderosa mente. Disse que ela precisa ser constantemente dominada e diciplinada. Que ela pode ser nossa maior amiga e ao mesmo tempo a pior inimiga que podemos ter. É verdade. A grande fronteira a ser percorrida pelo homem não é de uma galáxia, é de si próprio.

E é essa fronteira que me parece inalcançável que preciso vencer. Tenho que começar a enfrentar meus medos. Preciso, acima de tudo, me valorizar mais. Preciso me respeitar para que os outros assim o façam.

É hora de dizer, chega! Quero mais! Mereço mais. É hora de me tornar egoísta e dar atenção aos meus desejos e as minhas vontades.

Não quero chegar ao fim de tudo e pensar que só eu cedi aos outros e nada a mim mesma. Amar é as vez saber dizer não.

Por isso hoje começa meu momento de dizer NÃO!

Não posso. Não quero. Não vou.

Porque depois disso tenho certeza os "Sim" serão mais alegres e menos penosos.

See ya,