sexta-feira, janeiro 26, 2007

Dois Micos em uma noite só

Ontem, fui a formatura de um golega de trabalho do Neni. Estava um calor infernal e minha vontade era de ficar na frente do ventilador but...Lá fomos nós. Chegamos um pouco atrasados, mas nada que não desse para conferir a cerimônia toda. Era uma turma pequena, então os microfones foram abertos para que cada formando agradecesse (coisa mais rara hoje em dia, devido ao tamanho das turmas).

Devo confessar que sempre me emociono em formaturas, mesmo que eu nem conheça a pessoa. Acho bonito. Mexe comigo. Começam as músicas escolhidas e as lágrimas já estão a postos para desabarem. Gosto de ver o gosto musical e as mensagens que alguns formandos passam através de suas músicas. Claro que tem aqueles que desperdiçam esse momento único com músicas que com certeza não representam nada para eles.. just another song entre outras tantas que irão logo, logo cair no esquecimento. Mas, fazer o quê? Gosto é gosto e não se discute, certo?

A cerimônia foi bem bacana. Sem dramas, sem discursos enfadonhos ou políticos. Discurso interessante dos dois oradores, que fizeram analogias da vida com o curso deles (Engenharia de Produção). O do Paraninfo já nem tanto, mas também não foi ruim. O do reitor eu achei um pouco longo. Os formandos fizeram uma homenagem aos pais ao som de "Over the rainbow" havaiano que me fez chorar muito. Amo essa canção tocada desse jeito.


Well, mas e os micos? Lá vai então. O reitor encerrou a cerimônia ao som do hino riograndense e obviamente todos levantamos. E eu como amo nosso hino, fiquei ali bem orgulhosa cantando. Quando terminou o hino ele pediu que os presentes aguardassem até o saída dos formandos para depois então fazer os cumprimentos. Nada de mau, certo? Pois então. Começou a "Beautifull day" do U2. E eu ali, de pé, cantando. Meio que dançando. Achando tudo maravilhoso. Quando olho para o lado, a mulher que estava sentada a duas cadeiras da minha se levantou e falou: "olha, me desculpa te falar... mas.. teu feixo tá aberto". PARA O MUNDO QUE EU QUERO DESCER!!!


Isso mesmo, minha gente amiga, eu estava a pelo menos uns 10 minutos com a minha calcinha aparecendo para toda a galera do fundão. O maldito do feixo da saia abriu e eu nem percebi. Que vergonha. Queria morrer. Pior é ficar pensando que qualquer abobado, assim que eu levantei poderia ter me falado isso. Mas não... Pra quê.. pra perder a graça?

Mas tuuuuuuuuuudo bem. Não iria ver mais aquelas pessoas mesmo, então.. move on. Só que agora entra o mico 2, than nan nan... Não tinhamos dinheiro para pagar o estacionamento, porque meu amado noivinho não sacou nenhum p. Fazer o quê? Pedir emprestado para algum conhecido, é claro. Como? Conhecido? Ahhhhh Não tinha nenhum, a não ser o formando e a noiva do mesmo! Olha a situação... Pedir para o formando era quase que impossível, já que ele estava rodeado de gente. Solução? Pedir pra noiva. Isso tudo seria muito normal, se eu conhecesse bem a noiva. Pero.. no! Conheço, claro.. mas tá longe de ser minha irmã siamesa! Lá fui eu pagar o mico 2 da noite: pedir dinheiro emprestado para a noiva do formando.

E então? Mereço ou não um troféu por essa noite?




See ya,

Um comentário:

Polly disse...

noooosa!!!!!!!!!! merece sm o trofeu! engracado demais seu relato, que vergonha!! noh!
xoxoxoxoxo